Dicas para evitar a queda de idosos


 

Todos os anos, pelo menos 30% dos idosos sofrem com complicações das quedas. Algumas situações comuns nessa idade, como as doenças articulares, déficit visual, alterações do equilíbrio e o uso de múltiplos medicamentos, aumentam esse risco. Por isso, o cuidado com essas pessoas deve ser redobrado. Em 5% dos casos, as quedas levam a consequências graves como fraturas, embolias e, em casos extremos, à morte. Portanto, se você observar uma queda em pessoas com mais de 60 anos, faça o seguinte:

  • Observe se há presença de sonolência ou confusão mental. Faça perguntas diversas e que exijam algum raciocínio. Pode ser o conhecido 2+2.
  • Verifique com delicadeza se a pessoa consegue se movimentar e se há intensidade de dor no local da pancada.
  • Caso as verificações acima sejam confirmadas, leve o paciente imediatamente ao hospital mais próximo.
  • Em caso de escoriações, limpe o ferimento com água corrente e sabonete, impedindo infecção na lesão.
  • Em caso de sangramento, faça a compressão no local e aplique um curativo simples e leve, apenas para proteção.
  • Se houver cortes, leve o paciente imediatamente ao hospital. A pele dos idosos é muito fina e pode ser necessária uma avaliação mais completa da situação.  

 

Embora a pessoa possa cair em qualquer lugar, a maioria das quedas acontece em casa e, geralmente, ocorre quando a pessoa está executando atividades normais do cotidiano. Algumas dicas podem ajudar a pessoa a se prevenir:

  • Uso de calçados com sola antiderrapante e firme.
  • Evitar chinelos sem elástico na parte traseira.
  • Controle de doenças como diabetes e hipertensão.
  • Colocar corrimão nas escadas e faixas antiderrapantes nos degraus de toda a casa.
  • Evitar prateleiras muito altas ou muito baixas.
  • Uso de bengalas ou andadores, quando indicado.
  • Praticar atividade física para fortalecer a musculatura.
  • Diagnosticar e tratar a osteoporose.
  • Evitar a automedicação.
  • Avaliação oftalmológica periódica.
  • Instale barras de apoio ao lado do vaso sanitário e do chuveiro.
  • Consultas periódicas ao seu médico.