Visão na terceira idade - problemas, prevenção e cuidados


 
Veja causas e prevenções possíveis das doenças mais comuns na visão dos idosos
 
O tempo passa, a idade avançada e a experiência chegam, juntamente com alguns problemas de saúde, como por exemplo os males da visão. O olho é um órgão que envelhece e sofre alterações ao longo da vida, por isso é muito importante a realização de exames periódicos para evitar certos incômodos que chegaram, principalmente nesta fase da vida.
 
De acordo com o médico oftalmologista Tulio Pereira os problemas de visão mais comuns são: glaucoma; doenças vasculares; degeneração macular; presbiopia e catarata. Para Tulio, as pessoas se enganam em acreditar que os problemas de visão só começam na terceira idade, normalmente o processo da diminuição da percepção da vista ou da acuidade visual é gradual durante os anos. De tal forma alguns descobrem que tem algum tipo de lesão no olho na terceira idade, porque se apresentou de forma discreta em outros tempos, muitos chegam a entrar em depressão.
 
É uma das doenças mais agressivas que acometem a terceira idade, podendo levar a cegueira irreversivel.
 
"Ao se deparar com dificuldades para realizar determinadas atividades, como ler, bordar, afazeres da rotina, dependendo da gravidade da lesão, a pessoa começa a ficar depressiva, mas se tivesse procurado ajuda antes teria evitado esse desgosto” comenta Tulio.
 
Sobre as doenças
 
Outra doença agressiva especialmente durante a terceira idade é a catarata. Segundo o oftalmologista, está é um dos principais problemas de visão entre os idosos, atacando cerca de 75% das pessoas com mais de 70 anos. “Definida como opacificação do cristalino, responde pela maior causa de cegueira tratável. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), existe 45 milhões de cegos no mundo, dos quais 40% são devido à catarata”, explica o médico.
 
Os principais sintomas da catarata são diminuição da acuidade visual, sensação de visão “nublada ou enevoada”, sensibilidade maior à luz, alteração da visão de cores e mudança frequente do grau.
 
Há também a degeneração macular, que se encaixa na causa de cegueira irreversível nos países desenvolvidos e no Brasil não é diferente. Ela atinge 8% dos indivíduos maiores de 50 anos, com um aumento gradativo com o avanço da idade, acometendo 2/3 da população acima de 90 anos. Além da idade, outros fatores de risco são:
 
- A degeneração macular causa uma perda da visão central que pode afetar atividades como ler e identificar traços de fisionomia.
- A forma mais comum e menos grave de degeneração macular é a forma seca, caracterizada pelo acúmulo de resíduos do metabolismo celular da retina, que se depositam sob a forma de drusas e que, aliado a graus variáveis de atrofia do tecido retiniano, causam uma perda visual central, de progressão lenta, podendo dificultar a realização de algumas atividades como ler e escrever ou a identificação de traços de fisionomia.
 
Os óculos para correção de presbiopia podem ser: monofocais (um óculos somente para perto), bifocais (perto e longe, com um divisão visível entre as diferentes distâncias) e multifocais ou progressivas (perto, meia-distância e longe, sem divisão visível)
O médico chama a atenção para a presbiopia, também conhecida como vista cansada, é a perda natural e progressiva da capacidade do olho em focalizar objetos de perto e de longe. Esta acontece normalmente a partir dos 40 anos, porque com o passar do tempo, o cristalino (a lente interna do olho) perde a flexibilidade necessária para ajuste do foco. Uma das causas da presbiopia é o envelhecimento caracterizado por uma perda progressiva da elasticidade normal da pele e dos músculos, tornando-os mais delgados e menos vigorosos.
 
A professora aposentada, Carmem Lucia Andrade, 65 anos, irá passar por um cirurgia delicada no olho, no começo de 2014. "Eu sempre forcei muito minha visão, deixava para corrigir as provas dos meus alunos na noite, com a luz baixa muitas vezes e com isso meus olhos foram sentindo essa pressão. Há 15 anos sofro de presbiopia e a agora preciso fazer uma cirurgia para que não perca totalmente a visão”, explica Carmem.
 
Como ela, muitas pessoas forçam erroneamente seus olhos e um dia, ele pode sentir gradualmente essa agressão, atenuando na terceira idade. Para o oftalmologista Tulio, sempre que sentir incomodo, dor, ardência, vermelhidão nos olhos e dificuldade para enxergar, deve procurar imediatamente ajuda profissional. ” Nossos olhos são o que nos permite ver o mundo ao nosso redor, nossa família, as coisas que nos fazem bem, cuide deles”, conclui.

Fonte: http://sites.unicentro.br/